quinta-feira, abril 29, 2004

E obrigado yoruba

Essa linha de toré do povo Xukuru é linda. Ontem no lançamento da Ponte de Versos, preparei-me pra dizer minha oração indigena.
Mas achei que ia demoraaaaarrr.
Não sei o que aconteceu, o poeta e grande amigo Ricardo Ruiz (que cisma em me chamar de Renato de Belém) olhou pra mim e me anunciou como uma atração Amazônica.

Posso com isso caro bloggueiro? Logo eu? O mais Pernambucano dos Cariocas. Mas ta valendo... Me preparei, empunhei minha maraca e a oração não saiu. Somente consegui falar a ultima frase e o poema saiu, decorado, mas torto....


Aproveito então pra fazer aqui:

PROXIQUIMER TUPÃ
PROXIQUIMER TAMAIN
PAJURU CHICÃO Y CLARIMEN
JETIR XENUPRE XUKURU ORORUBÁ
Postar um comentário