terça-feira, junho 22, 2004

Leonel Brizola




Vi com muita atenção as reportagens sobre a morte de Brizola na Rede Globo. Não podemos negar a importância histórica dessa figura política brasileira, inclusive sendo decretado luto oficial no Brasil durante 3 dias pelo Presidente Lula.

Seu posicionamento eterno contra o imperialismo norte americano, contra a privatização e o neo-liberalismo e sua luta pelos trabalhadores em textos que esporadicamente eram publicados pelo seu partido. Sua passagem como governador de dois estados Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro 2 vezes, ele é uma figura histórica do nosso estado.

Perdemos uma referencia, um icone, mesmo com o rompimento com o PT de Lula (inclusive deselegante as vaias dos militantes do PDT ao Presidente). PDT esse que na década de 80 marcou posição contra a ditadura militar e conseguiu ser o partido no Brasil que carrega a rosa do socialismo em sua bandeira.

Morreu um político que esteve no leque da oposição. Morreu uma figura da esquerda, que teve equivocos sérios durante a sua trajetoria. Falar de Brizola nunca era uma discussão apática, despertava amor e odio.

Uma coisa que acho incrível é que em tudo quanto é lugar do Estado do Rio, os CIEPS (escolas projetadas por Oscar Niemaier e Darcy Ribeiro) são conhecidas e apleidados como "Brizolões".
Postar um comentário