quarta-feira, novembro 12, 2003

Terrível Ataque Blatídeo

Esse é um fantástico e verídico relato de minha mãe que realmente me surpreendeu, acompanhem:

Por Sonia Motta
Hoje vivi uma situação inédita para mim, apesar de não ser usuária freqüente de ônibus ou transportes coletivos.

Estava indo para meu médico, no Barra Plazza, da linha 755, pois o meu veículo auto motor se encontrava na oficina de lanternagem.

Quando, um pouco antes do Hospital Barra Dor, o meu ônibus pára e os passageiros de um outro 755 (Cascadura-Gávea) começam a entrar no que eu estava.

Todos estavam desesperados, homens e mulheres, crianças e idosos, com caras assustadas, revoltadas e que gritavam sem parar! Era como se eu estivesse num filme de terror “trash”.

O motivo? Milhares de baratas que estavam subindo pelas pernas das pessoas. Era um Terrível Ataque Blatídeo sem igual.

A moça que ficou em frente ao meu banco, havia anotado o número do tal ônibus infestado pelas temíveis baratas exploradoras de pernas, e ligado para a sua mãe para ver se conseguia fazer alguma reclamação a qualquer ministério ou repartição que cuide de assuntos “blatídicos”.

Ela estava tão nervosa que ainda tinha a sensação de milhares de baratas subindo por suas pernas.

O ônibus só parou para que eles mudassem de carro, porque a gritaria foi geral.

Todos, e não eram poucos, exigiam a parada, mas o motorista, talvez conivente ou dominado pelas baratas, não parava.

Se você estiver pelo Rio de Janeiro e por ventura precisar ir para a Barra ou Cascadura, e quando fizer o sinal, parar um 755, carro número 30.069, num final de tarde quente perto das 15h e30min Cuidado!!!! Você poderá sentir na sua perna, a terrível revolta das Perplanetas Americanas vulgarmente denominadas baratas.

No Bonde das Baratas do Rio
Postar um comentário