sexta-feira, agosto 20, 2004

Uma ressacada agitada


Acordei cedo, depois de uma noite no Choppgol, na grande festança da virada, onde o chopp tava liberado.

Tudo bem, se não tivesse entornado tanto e a dor de cabeça no dia seguinte não fosse tão grande, além da tarefa ingrata de ter que estar bem cedo no trabalho, no Morro do Macaco.

Tudo bem se no meio de minha aula começasse um tiroteio brabo, entre policiais e traficantes!!!

Tudo bem, tive que me esconder dentro do Centro Comunitário, perto do banheiro, mas os tiros pareciam sobrevoar a minha cabeça.


Essa foto do fotografo Luís Alvarenga do Jornal Extra que se encontra no site O Globo é uma triste realidade.

Enquanto isso, a agência da CBN-Extra, divulgava a seguinte matéria:


“RIO - A polícia foi recebida a tiros na manhã desta sexta-feira no Morro dos Macacos, em Vila Isabel. Comerciantes da região fecharam as portas. Pelo segundo dia consecutivo, a troca de tiros entre policiais e traficantes chegou a fechar o Túnel Noel Rosa, mas a polícia conseguiu liberar uma pista.

Nesta quinta-feira, uma operação da PM para tentar acabar com uma tentativa de invasão de traficantes da Mangueira, que começou sábado, deixou três feridos por balas perdidas. Douglas Silva de Moura, de 11 anos, foi baleado de raspão no rosto, na Rua Armando Albuquerque, um dos acessos à favela.

Na mesma rua, Rafael de Oliveira, de 17 anos, levou um tiro de fuzil no braço. Verônica Xavier de Freitas, de 25 anos, foi atingida no braço, em seu apartamento, na Rua Petrocochino, outro acesso ao morro. A polícia chegou a fechar o Túnel Noel Rosa das 10h30m às 15h.

O comandante do 6º BPM (Tijuca), tenente-coronel Weber Collyer, diz que a incursão, com 70 homens, do 6º BPM, do 4º BPM (São Cristóvão), do Grupamento Especial Tático-Móvel (Getam) e do Batalhão de Operações Especiais (Bope),foi de rotina.

Moradores, porém, dizem que os tiroteios são constantes desde segunda-feira.
- Na madrugada de terça, nem consegui dormir. Ontem também foi o dia inteiro - disse uma moradora, que não se identificou.

Na tarde de quarta-feira, Paulo Sérgio Moreira, de 54 anos, foi morto numa troca de tiros entre traficantes. Segundo o delegado-titular da 20ª DP (Vila Isabel), Gilson Dantas, ele era gerente do tráfico na favela Pantanal, que faz parte do Morro dos Macacos. Seu corpo foi encontrado próximo a um condomínio, na Rua Engenheiro Gama Lobo.

No confronto desta quinta-feira, foram jogadas duas granadas contra o
veículo blindado do Bope, o Caveirão. Uma delas explodiu, furando um pneu e destruindo o tanque de gasolina. Foram apreendidos um fuzil, uma granada e munição.


Pois é caros blogueiros, hoje sobrevivi a mais um dia de trabalho. Literalmente! Pra piorar, enquanto saía do Morro explodiu uma granada bem no alto


Falando sério! A situação de quem está acuado, dentro de uma favela com o tiroteio rolando solto causa diversas reações. A minha foi de me proteger e tentar ligar pra casa (mas meu celular estava sem crédito). Tinham crianças que o semblante é de pavor absoluto, outras mostram naturalidade e ficam olhando pela porta tentando ver o que está acontecendo. Uma triste realidade daqui.
Postar um comentário