terça-feira, dezembro 30, 2003

Prelúdio de um 25 em Pernambuco


00:30 - Natal apressado, meia noite e meia, nada de táxi, desespero de minha família, e eu tentando contactar o taxista que me levaria ao Aeroporto Tom Jobim. Nervoso na cozinha de minha casa, ligando para o FREGUESIA TAXI.

1:10 – finalmente chega o taxista, que em menos de vinte minutos me deixa no local de embarque, faço o cheking, me sento na ultima poltrona e pronto fico apreciando minha viajem pela janelinha do avião, mas o mau tempo atrapalha as luzes das cidades, 5 da manhã, finalmente... pouso tranqüilo na terra de Gurarapes.

5:00 / 6:00 – Nada de Alexandre, fico dormindo nas cadeiras do aeroporto, até a chegada de meu amigo, que me leva para sua casa.

10:00 – Ribeira – Olinda, nada de Ticiano – será que está em Salgueiro ou Fortaleza? E eu aqui do lado de fora, única solução, me instalar na casa de Paulo Alexandre.
Com duas Xiboquinha, inauguramos os trabalhos, e realmente percebi. Agora estou em Recife, que saudades!!!

Depois passei a tarde em Boa Viajem, Estância e finalmente fui dormir... mas antes... doze garrafas de cerveja Frevo.
Postar um comentário