terça-feira, julho 21, 2009

CONSIDERAÇÕES SOBRE O DIA DO AMIGO

Ontem recebi dezenas de mensagens de FELIZ DIA DO AMIGO por quase
todos os tipos e meios de comunicação internáutica. Enfim, soliário
não estava.

Mas, longe de incorporar a forma ranzinza e crítica de Machado de
Assis sobre os usos e desusos da sociedade, tenho quase a certeza que
o dia do amigo não foi ontem.

Ele se dá cotidianamente e não somente na mesa do bar.
O dia do amigo acontece quando estamos tristes e precisamos desabafar
Quando estamos eufóricos e queremos comemorar
Quando estamos com dificuldades, e ele tá ali pra ajudar
Quando estamos carentes e ele dana a nos consolar
Quando fazemos coisas erradas e ele tá ali pra nos criticar
Amigo é amigo... que não basta mandar email, tem que telefonar
E se está mais perto, faz questão de nos visitar
Amigo pode ter desaparecido, mas buscamos nos reecontrar
Se a saudade bate forte não temos medo em declarar
Que só o amigo, temos coragem em amar

Portanto, sinceramente, aos meus amigos babilônicos
FELIZ DIA DO MEU AMIGO:
Ontem, hoje, amanhã, depois de amanhã, mês que vem.

Postar um comentário