quinta-feira, setembro 21, 2006

Mais provocações, mas provoca ações


Ontem vi o exelente programa do Abujanra - Provocações - e o tema central foi: A Leitura no Brasil.


Algumas cenas foram poeticas, como a professora falando que faz a diferença e a imagem focando a boca da educadora e um morador de rua ao fundo. Ou quando um deles começou a ler um fragmento de Balzac.

O entrevistado era exelente, mas não me recordo seu nome. Mas foi um dos responsaveis pelo Museu da Palavra de São Paulo. Foi tão interessante que me inspirou a escrever o seguinte poema:

Alimento*
Por RENATO MOTTA

Tem tempo em que tiro um tempo para Ser.
Um rabujento
São aguas passadas? São coisas de momento.
Mas tem vezes, que até eu não me aguento
Não tem orkut, multiply. Não me contento.
Até email com span me irrita. Eu arrebento.
Faço da Babilonia meu alimento.

O que me fascina é o que tento...
Incentivar a leitura, meu profundo tormento.
Pois as pessoas não têm lido,
Uma liturgia, um profundo esquecimento.
Ou usam a TV como uma fuga, distanciamento.
Mas no blog não!!!!
Faço da Babilônia meu alimento.

Garfo e faca, em punhos, me sento
Escrevo, quem sabe no futuro, meu engajamento.
Vou semeando palavras, com quem colhe ao vento.
Pois neste mundo, quem nao lê
Diz o velho ditato, vira um jumento.
Por isso, faço da Babilônia o meu alimento.

*COPY RIGHT RENATO MOTTA
Postar um comentário