quarta-feira, abril 26, 2006

"Aperthaide" Ferroviário


RIO DE JANEIRO- A polêmica está latente nessa nossa cidade maravilhosa de São Sebastião do Rio de Janeiro. Foi aprovado em lei e implementado desde o inicio da semana os vagões exclusivos para mulheres tanto no metrô, quanto nos trens urbanos.

Estamos vivendo uma realidade que reflete um problema social, cultural do brasileiro que é o assédio sexual a mulheres dentro de espaços públicos – e os meios de transporte são, por notoriedade, espaços onde estes assédios sexuais ocorrem com muita freqüência.

Histórias sobre assédio sexual em trens urbanos ocorrem desde o momento em que os trens urbanos começaram a ser sucateados pelos governantes em detrimento do investimento no modal rodoviário.

Mas cabe ressaltar que estes assédios também ocorrem dentro de ônibus urbanos, dentro de locais de trabalho tão preconizado nos desvios sociais muito bem retratados em todas as obras do anjo pornográfico Nelson Rodrigues.

O fato é que esta lei está causando polemica entre os usuários, entre homens e mulheres, entre as mulheres e o carioca, por natureza, é um gozador destas situações. Um repórter da Transamérica ontem fez uma reportagem dentro dos trens colhendo depoimentos no mínimo hilariante.

Acredito que a lei é justificável frente ao desrespeito dos homens que assediam as mulheres em vagões, com sarros, com o desrespeito ferindo a sua integridade.

Este “Apertheide” – mistura de Apartheide com aperto - ou alguém tem duvida de que os outros vagões não ficarão lotados? - deverá ser mais triste.

Vejam os caros blogueiros e babilônicos a minha conclusão: Aquele trem apertado com homens e raras mulheres vai desanimar aquele trabalhador sambista, que na volta para sua casa em Mangueira, Oswaldo Cruz ou Madureira, compunha sambas e poemas para as mulheres do vagão. Ou seja nossa poesia da cultura do samba ficará mais pobre.

Ou então a irreverência será tanta que sambas, poemas, repentes deverão ser cirados sobre esta situação, até que esta lei seja superada.

Agora só o tempo irá nos dizer! O que não pode ocorrer é truculencia na forma de se fiscalizar esta situação como ocorreu ontem. Façamos uma pesquisa, afinal de contas, o caro blogueiro é contra ou a favor desta nova lei? Comenta aí!!!!
Postar um comentário