sexta-feira, setembro 23, 2005

Destino - Sergipe


Pois é meus caros blogueiros, hoje as 23:00 horas, horário de Brasilia parto para o Estado de Sergipe, para participar do XXV Encontro Nacional dos Estudantes de História que irá ocorrer na Universidade Federal de Sergipe.

Minha condição é de palestrante na mesa de abertura e como coordenador do GT sobre Regulamentação. Everaldo, Madureira estarão me acompanhando nesta epopéia da Liga Extraordinariamente Pilantra (LEP) em terras sergipanas.

A jornada será longa, pegar hoje a noite um onibus até Vitória-ES com direito a 7 horas de jornada. Depois será encarar, no onibus da UFES, as 24 horas restantes e initerruptas até o estado de Sergipe, sem antes ter que cruzar todo o estado da Bahia.

Por isso, meus caros, não se espantem se a Babilônia ficar meio calada, porque significa que estou fora. Retorno só na próxima semana, mas se houver possibilidade, posto fotos, imagens e outras curiosidades da cidade aqui neste virtual.

De qualquer forma, muitas histórias parecerão e as lentes da Babilônia não irão perder seu foco na busca de novas crônicas anunciadas pelas minhas retinas.

Histórias, povoamento e colonização de Sergipe
Na segunda metade do século XVI teve início a colonização do estado com a chegada de navios franceses onde os seus tripulantes trocavam objetos diversos por produtos da terra (pau-brasil, algodão, pimenta-da-terra).
Garcia D'Ávila proprietário de terras na região iniciou a conquista do território. Contava com a ajuda dos jesuítas para catequizar os nativos. A conquista deste território e sua colonização facilitariam as comunicações entre Bahia e Pernambuco e impediriam também as invasões francesas.

Originário do povoado de São Cristóvão, a capitania de Sergipe D'El-Rei foi colonizada em 1590 após a destruição de indígenas hostis; tornou-se pólo da criação de gado e cultivo da cana-de-açúcar.

Quando das invasões holandesas, na primeira metade do século XVII a economia ficou prejudicada, vindo a se recuperar em 1645 quando os portugueses retomaram a região. O território juntamente com a Bahia foi responsável em 1723 por um terço da produção de açúcar da Bahia na época.

Uma primeira tentativa em 1820 de conceder autonomia ao território fracassou. Somente em 1823 após várias batalhas a capitania do Sergipe emancipou-se da Bahia. Com a Proclamação da República, passou a ser Estado da Federação tendo sua primeira Constituição promulgada em 1892

Curiosidades
Menor estado da federação em superfície com 22.050,4 km² de área total, abriga 1.779.522 habitantes distribuídos entre as 75 cidades existentes.

Está situado na região Nordeste do Brasil (porção leste), fazendo limites com os Estados de Alagoas (Norte) e Bahia (Sul e Oeste) e com o Oceano Atlântico (Leste).

Dos 75 municípios sergipanos, destacam-se Aracaju, Lagarto, Itabaina, Estância, Propriá, Pirambú, Tobias Barreto e São Cristóvão, onde cai acontecer o encontro.

Em suma, vou, mas volto!!!! Babilônia Irmãos!!!
Postar um comentário