quarta-feira, abril 17, 2013

PREFEITURA DO RECIFE AUTORIZA A FESTA DA LAVADEIRA

Ontem o Blog FESTA DA LAVADEIRA publicou este banner ai de cima. Entendam porque a Festa da Lavadeira não será mais no Marco 0 e no Bairro do Recife.

Histórico

"Tradicionalmente realizada na Praia do Paiva, Litoral Sul de Pernambuco, a festa foi retirada do local devido à construção de um empreendimento privado em 2012. Nesse ano o evento acabou sendo transferido para o Marco Zero, o que não será mais repetido em 2013.

O local, no bairro do Recife, passou a fazer parte de um projeto de revitalização e mobilidade com a nova gestão municipal, o que impede a realização da festa no local segundo a PCR. Veja abaixo a nota completa da da assessoria de comunicação da Semoc:

"A Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) informa que não autorizou os responsáveis pela Festa da Lavadeira realizar o evento no Marco Zero. A pasta aguarda que os responsáveis pela festa solicitem um outro local para o evento. No ano passado, 17 eventos de grande porte ocorreram no local. Entre montagem e desmontagem das estruturas e realização dos eventos, estima-se que em mais da metade do ano o Marco Zero ficou ocupado por algum tipo de equipamento. De acordo com o secretário João Braga, o Bairro do Recife tem sido redescoberto pela família recifense e a tendência é que o Marco Zero receba um número bem menor de shows e festividades a partir deste ano."

Após ser deslocada para o Recife devido a construção de um empreendimento privado no local de origem - Praia do Paiva, no Litoral Sul de Pernambuco -, a tradicional Festa da Lavadeira foi proibida de ser realizada no Marco Zero, local que abrigou a última edição em 2012. De acordo com o produtor da festa, Eduardo Melo, no último dia 3 de abril um integrante do Conselho Gestor da Prefeitura do Recife (PCR) informou que o evento não poderia mais ocupar o espaço. A decisão teria sido anunciada por conta da implantação do projeto de mobilidade e revitalização do Recife Antigo. Nesta terça-feira (16), por volta das 10h, Eduardo Melo terá uma reunião com o chefe de gabinete de João Braga, secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, para decidir o destino da 27ª Festa da Lavadeira - 1° de maio.

"Estava tudo certo para a nossa festa acontecer no Marco Zero, mas a PCR afirmou que não será possível. Sugerimos, então, fazer no Cais da Alfândega, onde acontece o Rec-Beat no Carnaval. Não deu certo. Em seguida tivemos a ideia de fazer a Lavadeira no Bairro de São José, mas a informação que temos até agora é de que não poderá ser lá também", lamenta Eduardo Melo. O organizador complementou dizendo que a ideia era aproveitar o espaço da Praça do Diário, do Pátio de São Pedro ou do Pátio do Carmo, por exemplo, onde anualmente já acontecem festas de grande porte. "Nesses locais seria mais ou menos o mesmo clima, seria legal. A Dircon e a CTTU autorizaram, mas ainda não obtivemos retorno positivo da Prefeitura".

Segundo Eduardo Melo, a justificativa dada foi de que o evento é muito grande para administração da PCR. "É como se a festa fosse dar trabalho demais", exclamou o organizador. O produtor adianta que a reunião desta terça-feira será importante para esclarecer se ocorreu um mal entendido ou se é uma decisão definitiva da Prefeitura não realizar a festa no Bairro de São José. A Prefeitura sugeriu fazer a festa no Parque de Exposições do Cordeiro, na Avenida Caxangá, Zona Oeste do Recife. "Sugeriram o Parque do Cordeiro, mas essa sugestão é para quem não conhece a Festa da Lavadeira. As pessoas têm que entender que aquela estrutura não comporta o evento" destacou Eduardo. Ele pontuou, ainda, porque discorda da realização da festa no local. "Primeiro que é uma área fechada e que a Lavadeira não tem esse perfil. A área não comporta o volume da festa. A gente tem três palcos e um cortejo, o local só tem espaço para um palco. Fora que não oferece a segurança que a festa precisa. Não podemos jogar as pessoas em qualquer lugar. Em 26 anos de festa, nunca houve um incidente na Festa da Lavadeira", frisou.

A Festa da Lavadeira virou um Patrimônio Cultural e Imaterial de Pernambuco no ano de 2009, por meio da Lei nº 13.042, decretada pela Assembleia Legislativa do Estado. A ementa da lei diz que “a Festa da Lavadeira contribui para a manutenção de um número significativo de grupos de expressão da cultura popular existentes em recantos simples e distantes dos grandes centros urbanos”. Na edição de 2013, é esperado um público próximo a 100 mil pessoas. O evento será realizado por meio de recursos da Prefeitura do Recife, que deve repassar uma verba de R$ 300 mil; do Governo do Estado, com verba de R$ 200 mil; e de uma emenda parlamentar do deputado Pedro Serafim, que destina R$ 250 mil para a festa.

Para este ano, cerca de 50 grupos da cultura popular de Pernambuco estão confirmados para se apresentar no evento, entre eles Lia de Itamaracá, Maracatu Estrela de Ouro, Galo Preto e bonecos de Olinda. A grande novidade é o show do grupo pernambucano Combo X, formado por músicos renomados como Gilmar Bolla 8, Negro Nido, Nilo Baj, Bruno Quem Queira, Carlos Pérez, Dehlê Moura, Rinaldo Karimbó, André Negão e Zymba. A programação oficial será divulgada em breve.!"

(FONTE PORTAL NE10)

QUE VENHA A FESTA DA LAVADEIRA DE 2013.

Postar um comentário