quinta-feira, janeiro 31, 2013

Obrigado Oráculo!!

Renato Motta

Decerto que o nobre o caro babilônico já devia estar pensando que este modesto minifúndio virtual já havia entrado em extinção e agonizado dentre os milhares ou milhões de blogs do Blogger que efetivamente entraram em concordata e fecharam a porta.

Não é fácil descobrir este falecimento em massa dos blogues mais modestos frente: aos grandes meios de comunicação que possibilitam a certos blogues o calhau (termo jornalístico de promoção de meios de comunicação vinculados ao mesmo grupo ou empresa).

Mas a febre de novos meios de comunicação, em redes mais dinâmicas de interação. Este sim talvez tenha sido o fator preponderante para que muitos blogs fossem esquecidos pelos seus próprios criadores e seus corpos (sítios) que não são deletados do universo virtual são como massas moribundas sem um enterro digno na blogsfera.

Cito por exemplo o Twitter, um micro blog que permite ao usuário, através de poucos caracteres, condensar sua vivência ou opinião sobre diversos assuntos, criando ancoras com outros micro blogs, selecionando quem seguir para que a informação possa transitar de forma criteriosa entre os usuários. Alias esta mídia foi incorporada plenamente pelas grandes corporações, grupos sociais, etc...

E como não falar do Facebook que conseguiu articular a concepção do Orkut de redes sociais pessoais com as funs pages que vão mais além de uma relação passiva como os tradicionais blogues. Se antigamente tínhamos que acessar o blog para obter a informação, no FB o usuário conectado recebe as informações das suas páginas prediletas a ponto de algumas pessoas se comunicarem exclusivamente dentro da Network de Mark Zuckerberg.

Soma-se a questões pessoais de trabalho, do lançamento do primeiro livro de poesia, de ensaios por Olinda, de visitas aqui em Recife, etc, etc, etc...

Diante do exposto achei que o Blog da Babilônia havia falecido mesmo, que ele “escafedeu-se” sem deixar vestígio de visitantes. Se até o autor (neste caso eu) pensa isso, é que nossa rotina estava mal.

Mas eis que hoje percebi meu ledo engano e a grande surpresa de que até a presente data tive 244 mil 183 visitantes. Ou seja, dividindo pelos 12 anos de existência do blog temos uma média de 20.348 visitas anuais.

Isso tudo foi principalmente ao grande Oráculo da internet de nome GOOGLE que nas zilhões de equações de busca por palavras chave, indexou o Blog da Babilônia de forma primorosa a ponto de conseguir este fato histórico de cerca de 1.000 acessos mensais nestes últimos 12 meses.

Obrigado oh Oráculo da pós modernidade na contemporaneidade da sociedade da informação.

A Babilônia não morreu!!!

Postar um comentário