quinta-feira, janeiro 13, 2011

Archion na Parahyba


E lá vou eu! Esse refrão eternizado pela Banda Reflexus soa doce em meus ouvidos.

Para quem desconhece, este pavilhão rubro negro é a bandeira do estado da Paraíba e a inscrição NEGO, não se refere aos afro decendentes trazidos de Africa.

A bandeira da Paraíba foi adotada pela Aliança Liberal em 25 de setembro de 1930, por meio da Lei nº 704, no lugar de uma antiga bandeira do estado, que vigorou durante quinze anos (de 1907 a 1922). A bandeira foi idealizada nas cores vermelha e preta, sendo que o vermelho representa a cor da Aliança Liberal e o preto, o luto que se apossou da Paraíba com a morte de João Pessoa, presidente do estado em 1929 e vice-presidente do Brasil em 1930, ao lado do presidente Getúlio Vargas.

A palavra "NEGO" que figura na bandeira é a conjugação do verbo "negar" no presente do indicativo da primeira pessoa do singular, remetendo à não aceitação, por parte de João Pessoa, do sucessor indicado pelo então presidente do Brasil, Washington Luís. Posteriormente, em 26 de julho de 1965, a bandeira rubro-negra foi oficializada pelo governador do estado, Pedro Moreno Gondim, através do Decreto nº 3919, como "Bandeira do Nego" (à época ainda com acento agudo na letra "e").

Pois amanhã, estarei em terras pessoenses para participar de mais uma reunião de fundação da Associação de Arquivologia da Paraiba enquanto representante das terras Guararapes.

A minha viagem estará sendo transmitida via www.twitter.com/socaba

Aguardem novidades.

Nos livros de historia
Postar um comentário